COMPARTILHAR

O evento da CES está chegando e muita coisa ainda está para acontecer no mercado de Smartphones, muitos fabricantes estão correndo para que seus dispositivos estejam prontos para esse primeiro evento em janeiro.

Após o CES 2017 virá o Mobile World Congress 2017, que será por volta de fevereiro e a Xiaomi não perde tempo quando o assunto é inovação e lançamento, só nesse fim de ano, lançou seu tablet o MI Pad e um Laptop 4G.

Agora empresa chinesa anunciou duas novas cores para um dos aparelhos mais vendidos, o Redmi Note 4, que teria sido lançado em agosto desse ano, além disso conta com excelentes especificações técnicas, para quem gosta de um bom dispositivo.

Só para relembrar um pouco o Redmi Note 4, vem com chipset Helio X20 e tem versão de 2 3 GB de memória RAM.

Segundo informações, a Xiaomi pretende ampliar ainda mais sua linha de smartphone e possivelmente lançaria o Redmi Note 4X.

A Xiaomi ainda pretende lançar um smartphone ainda mais poderoso que a linha Redmi Note, o possível futuro aparelho terá 4 GB de memória RAM e no novo Chipset que será lançado pela Qualcomm.

As funções técnicas do Redmi Note 4X e da sua versão original, não serão tão diferentes, as únicas mudanças será o aumento de memória RAM e o novo Chipset da Qualcomm, então  veja como seria:

  • Tela de 5,5 polegadas com resolução Full HD (1920 x 1080)
  • 4 GB de memória RAM
  • 16 ou 64 GB de memória para o armazenamento interno
  • Entrada para cartão microSD
  • Chipset Snapdragon 653 com oito núcleos de processamento
  • GPU Adreno 510
  • Câmera principal de 13 megapixels
  • Câmera frontal de 5 megapixels
  • Leitor de impressões digitais (parte posterior)
  • Bateria de 4.100 mAh
  • Android como sistema operacional (versão não revelada, provavelmente a Marshmallow com interface MIUI 8)

A Xiaomi ainda não informou quando pretende lançar o novo dispositivo, mas espera-se que seja no início do ano que vem, talvez em um dos eventos mais aguardados do ano o CES 2017 ou WWC 2017.

O lançamento poderá demorar um pouco porque ainda não há certificação no TENAA, mas ainda assim o que devem esperar da Xiaomi é aparelhos potentes com preço acessível.

A linha Redmi não é exclusivo da China, é esperado que ganhe o mercado internacional em breve, a chegada no Brasil pode demorar um pouco, mas ainda é possível exportar o aparelho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor entre com seu nome aqui