COMPARTILHAR

Levanta a mão quem já viu aquele uma foto ostentação no facebook! Ainda estamos em período de declaração de imposto de renda e uma nova política está sendo adotada para investigar se realmente as pessoas declaram a verdade.

Muita gente apresenta uma declaração de renda alegando baixo rendimento, só para não pagar tanto imposto, dar uma de pobre para receita federal e ostentar nas redes sociais está com os dias contatos, aquelas fotos em carros luxuosos, viagens internacionais entre outras ostentações, a Receita Federal estará de olho e pode ser um problema;

Essa semana foi divulgado no Bom Dia Brasil, programa apresentado na Rede Globo que mais de 2 mil casos envolvendo fraude na declaração de imposto de renda foi comprovado pelo facebook.

Na declaração de imposto de renda, que inclusive estamos no período, não informamos quais redes sociais participamos, mas como a Receita Federal irá monitorar?

Não há detalhes, mas o que foi divulgado até agora é que os computadores mais potentes da receita usam um software que somado a outras informações pessoais chegam ao seu perfil e então começam a analisar seu comportamento nas redes sociais e se é compatível com sua declaração no imposto de renda.

Quem faz de declaração de imposto de renda sabe que é necessário declarar gastos, patrimônios e salários, rendimentos e muitos outros itens da sua vida financeira, o programa da Receita Federal é capaz de identificar suas publicações então cuidado, com viagens extravagantes, carros, superfestas e outras ostentações.

Os supercomputadores têm programação para cruzar informações fornecidas na sua Declaração de Imposto de Renda e com sua vida nas redes sociais, as declarações começaram semana passada.

Se por ventura o supercomputador identificar alguma diferença do declarado com o publicado nas redes sociais, um fiscal será notificado para apurar o que está acontecendo.

O coordenador geral de Fiscalização da Receita Federal, Flávio Vilela disse na entrevista que “o sistema tem sido de grande ajuda para identificar possíveis sonegadores, ele apresenta um emaranhado número de conexões que um contribuinte investigado pode ter, a partir de um dado, várias pessoas podem ser investigada e assim muitas pessoas caem de uma vez na malha final

Mais detalhes sobre esse supercomputador e software não foi divulgado para não atrapalhar as investigações nas redes sociais.

O que você achou dessa nova medida? Comente e compartilhe com seus amigos ostentação!

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor entre com seu nome aqui