COMPARTILHAR

Qualquer gamer já ouviu algumas (muitas) vezes aquele papo de que jogos violentos nos deixam violentos. É quase automático, aquela sua tia chega em sua casa, vê você jogando algum game, estilo GTA e em seguida já diz que aquilo ali te transforma em uma pessoa violenta e que os jogos mudam a pessoa de uma forma surreal.

Essa discussão vem a um certo tempo e muitos psicólogos analisam isso como possível verdade, porém um novo estudo comprovou que os games violentos não possuem a capacidade de afetar a empatia dos jogadores a longo prazo, ou seja, não te deixam mais violento ou te transformam em um assassino.

Outros testes anteriores diziam o contrário e confirmavam que os games modificavam a empatia do jogador, porém o ponto chave é que esses outros estudos levavam em consideração um curto prazo, ou seja, logo após jogar. A diferença do novo teste é que se leva em consideração um longo prazo, que realmente é o mais válido de ser considerado.

Um ponto que vale ressaltar é que por mais que a pessoa não perca a sensibilização com outras, os estudiosos não descartaram que existe um impacto emocional bem acentuado, mas isso apenas em um curto espaço de tempo.

Posso colar essa conclusão na porta do quarto?

Por mais que nós gamers, sabemos que não nos tornamos mais agressivos depois de jogar GTA ou outro game violento (pois convenhamos, não tentamos tirar moedas de pedras após jogar Super Mario, não é mesmo?) a pesquisa não é conclusão definitiva, já que além de existir margens de erro, provavelmente teremos novas pesquisas no futuro, que podem ou não serem mais conclusivas que essa.

Como foi feito a pesquisa?

A pesquisa foi feita com 30 jogadores compulsivos, sendo 15 jogadores de games violentos e os outros 15 de games mais “sossegados”. Cada jogador teve que jogar no mínimo 4 horas por dia, antes de serem submetidos a exame de ressonância magnética para verificar a questão de empatia no cérebro, isso em frente a imagens, que normalmente, pudessem causar impacto.

No final do teste, foi mostrado que tanto os 15 jogadores de games violentos, quanto os outros 15, tinham resultados semelhantes e não ocorreram mudanças na questão de empatia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor entre com seu nome aqui