COMPARTILHAR


Por  
05 set 2014 – 02h 58



Como previsto, a coletiva de imprensa organizada na manhã de quinta-feira (4) pelaMotorola serviu como palco para o anúncio de não apenas um, mas sim dois novos smartphones fabricados pela companhia.
Além do Novo Moto G – sucessor direto do popularMoto G original lançado em 2013 –, a empresa também revelou oficialmente o Novo Moto X, que até então estava sendo referido em rumores como X+1 ou até mesmo X2.
Trata-se de um upgrade razoável para o celular top de linha da marca, trazendo os mesmos pontos fortes que conquistaram os consumidores da primeira versão ao mesmo tempo em que apresenta um design renovado e inegavelmente elegante. Sim, o visual é o ponto mais chamativo do novo aparelho, que será comercializado em três versões diferentes: uma com traseira em plástico, outra com traseira em bambu e uma última com acabamento em couro de verdade.
O Novo Moto X já está disponível a partir desta sexta-feira (5) em lojas varejistas especializadas e no site oficial da própria Motorola. O preço sugerido do produto é de R$ 1.499 – mesmo valor pelo qual foi lançado o modelo original no território brasileiro. Será que vale a pena investir seu dinheiro no dispositivo recém-anunciado?

Especificações técnicas do Novo Moto X

  • Processador Snapdragon 801 quad-core de 2,5 GHz
  • GPU Adreno 330
  • Display AMOLED Gorilla Glass de 5,2 polegadas com resolução Full HD (1920×1080 pixels)
  • 2 GB de memória RAM
  • 32 GB de armazenamento interno
  • Câmera traseira de 13 MP e frontal de 2 MP
  • Sistema operacional Android 4.4.4 KitKat

É permitido babar

Como comentamos anteriormente, o design do Novo Moto X é a principal novidade do aparelho. Adotando o mesmo estilo de outros dispositivos da marca, o gadget possui cantos arredondados e uma traseira levemente curvada que facilita o manuseio, proporcionando uma pegada firme.
A capinha traseira – que não é intercambiável, diferente do Moto G – é o que mais chama a atenção no produto. Há uma versão feita com bambu (de verdade) e outra feita de couro legítimo, que concede uma elegância e maciez inigualáveis ao smartphone. É legal ressaltar que todas essas três versões possuem o mesmo valor sugerido, cabendo ao consumidor escolher o visual que mais combina com sua personalidade e estilo.

 

De resto, destaca-se também o acabamento metálico do produto, que possui algumas bordas e detalhes em alumínio. Não é preciso passar muito tempo com o Novo Moto X para perceber que, de fato, ele é muito mais atraente do que seu antecessor. A Motorola fez um excelente trabalho projetando o portátil, pensando na harmonia dos mínimos detalhes e criando um produto visivelmente resistente.Tudo sobre o Novo Moto X, o celular top de linha da MotorolaTudo sobre o Novo Moto X, o celular top de linha da MotorolaTudo sobre o Novo Moto X, o celular top de linha da MotorolaTudo sobre o Novo Moto X, o celular top de linha da MotorolaTudo sobre o Novo Moto X, o celular top de linha da MotorolaTudo sobre o Novo Moto X, o celular top de linha da MotorolaTudo sobre o Novo Moto X, o celular top de linha da Motorola

Melhorias internas

Diferente do Moto G, o Moto X recebeu uma atualização respeitável no que diz respeito ao seu hardware. O novo modelo conta com um processador de quatro núcleos trabalhando a 2,5 GHz cada, enquanto seu antecessor era equipado com um dual-core de 1,7 GHz. A memória interna também sofreu um salto razoável: de 16 GB para 32 GB de armazenamento, mas sem a possibilidade de expandir essa capacidade através de um cartão micro SD. A memória RAM não sofreu alterações, continuando com suficientes 2 GB.
O Novo Moto X roda uma versão completamente lisa do Android 4.4 KitKat e possui atualização garantida para a próxima edição do sistema operacional. Sua configuração é mais do que o suficiente para lidar tanto com tarefas cotidianas quanto para execução de apps e jogos mais complexos. Conseguimos aproveitar uma partida de Asphalt 8: Airbone no aparelho e em momento algum ele demonstrou o mínimo de lentidões ou sofreu com os tão temíveis engasgos.
Outro aprimoramento perceptível no novo modelo é a sua tela: o display do dispositivo possui 5,2 polegadas, contra 4,7 polegadas do original. A resolução sofreu um salto do HD para o Full HD, com uma densidade alta o suficiente para que você praticamente não consiga enxergar os pixels. Graças ao glorioso projeto de design da Motorola, o Novo Moto X possui um aproveitamento de tela interessante, apresentando uma quantia reduzida de bordas.

Comandos de voz aprimorados – e personalizáveis!

Assim como no antigo Moto X, o novo aparelho é equipado com processadores dedicados a identificar comandos de voz do usuário, permitindo que você o opere sem utilizar as mãos. Contudo, temos algumas novidades aqui. Primeiramente, a partir de agora, você pode personalizar a frase utilizada para ativar o reconhecimento de voz do dispositivo – no celular original, você precisava falar “Ok, Google Now” para que ele começasse a atender os seus comandos. Que tal configurar o gadget para responder a um “Abre-te Sésamo”?
Mais do que esse fator de personalização, a Motorola adicionou uma série de novos comandos que podem ser usados com o Moto X para automatizar a sua vida. É possível enviar um WhatsApp sem tocar no teclado ou abrir determinada música no YouTube em poucos segundos, tudo através dos comandos de voz. Um dos mais divertidos que experimentamos é o “tirar selfie”, que abre a câmera frontal e tira uma foto automaticamente depois de três segundos.
E, por falar em fotografia, as câmeras do Novo Moto X estão na média. Vale observar que o produto conta com um sistema de flash LED duplo em sua traseira, o que teoricamente facilita a captura de imagens em ambientes de pouca luminosidade – infelizmente, não tivemos acesso a um cenário escuro para testar a eficácia desse recurso. A frontal, de mesma capacidade do Novo Moto G, é o suficiente para tirar alguns selfies descompromissados e utilizar serviços de videoconferência, como o Skype ou o Hangouts.
Novo Moto X ao lado de um Novo Moto G e de uma Motorola Shell

Pequenos detalhes que fazem a diferença

Como um geral, a interface de usuário do Novo Moto X está bem mais completa e intuitiva. Além dos processadores de voz, o produto conta com sensores em sua frontal capazes de detectar gestos e responder de acordo com um perfil previamente configurado pelo usuário (ligar/desligar a tela, recusar uma chamada, silenciar um alarme etc.).
As notificações também foram remodeladas, sendo apresentadas em um layout renovado e bastante minimalista. O smartphone também conta com uma função que lembra muito o Glance, presente em alguns produtos da Nokia: em vez de ter que acordar o gadget “inteiro” apenas para ver as horas ou conferir se há um novo email em sua caixa de entrada, você visualiza somente uma tela simplificada e em preto e branco que exibe essas informações de uma maneira bem discreta.
Não conseguimos realizar testes extensos com o Novo Moto X, mas tudo indica que ele é uma atualização merecida para o top de linha que tanto fez sucesso no mercado brasileiro. Vale a pena ressaltar que o produto começa a ser vendido já a partir de hoje em diversas redes varejistas ao redor do Brasil. Fique de olho, pois em breve publicaremos uma análise completa do aparelho e você poderá descobrir se vale a pena adquiri-lo ou não.
IMAGENS/FONTE(S) 

1 COMENTÁRIO

  1. Eu tive um Motorola xt682 com Android e só travava, até na tela de bloqueio, eu tinha que tirar bateria e religar pra resolver e usar o celular. Troquei por outro na loja e veio assim também, ou seja erro no software ou aparelho e a motorola nunca resolveu. Tive outro Motorola e so travava, aparelhos Motorolas hoje em dia passo longe….

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor entre com seu nome aqui